SeminŠrios TemŠticos

A Rede

No atual contexto em que o modelo macrocéfalo é discutido, é importante promover a identidade regional e a fixação da população no Médio Tejo, gerando riqueza para a região e para o País.

 

Como tal, √© fundamental criar um projeto conjunto das institui√ß√Ķes de educa√ß√£o e forma√ß√£o, que gere valor para o M√©dio Tejo, fixando a popula√ß√£o e melhorando a qualidade de vida. Atrav√©s de melhor forma√ß√£o, maior empregabilidade e mais riqueza.

 

Ao repensar práticas, reformular estratégias e parcerias e aprofundar a ligação entre os agentes educativos, a Rede de Formação Tecnológica e Profissional do Médio Tejo irá permitir a articulação das diferentes ofertas formativas. Com a Rede será possível atingir os objetivos acima discriminados através das seguintes metas:

-Formação (40% da população (30-34 anos) com formação superior);

-Empregabilidade (taxa de desemprego inferior à média nacional);

-Criação de valor (representar 20% do PIB nacional).

 

Dentro desta Rede de base regional, é importante potenciar a relação privilegiada que o IPT, como agente no fecho do ciclo formativo, mantém ao longo dos anos com a grande maioria dos agentes económicos da região. Desta forma, valorizam-se as empresas como centros de experiência e inovação. Cria-se riqueza através do capital humano.

 

A Rede permitir√° ultrapassar barreiras administrativas e institucionais, promovendo a complementaridade e a flexibilidade na concretiza√ß√£o de recursos comuns. Esta estrat√©gia contribuir√° tamb√©m para o envolvimento de parceiros com dimens√Ķes e perfis muito diversos.

 

Desta forma, será possível potenciar os fatores de desenvolvimento regional aproveitando a oportunidade de financiamento através do CRER 2020. E, dentro desta ação, contornar os efeitos potencialmente devastadores que resultam não só da presente crise, mas também de um retrato demográfico muito exigente (envelhecimento, abandono do interior) que só pode ser contornado com uma ação clara dos diferentes agentes institucionais e da valorização da população.

 

O projeto da RFTMT foi apresentado e discutido com a Comunidade Intermunicipal do M√©dio Tejo e todos os Agrupamentos Escolares, Escolas n√£o Integradas e Escolas Profissionais do M√©dio Tejo, assim como outros agentes econ√≥micos, nos √ļltimos tr√™s meses.

 

Deste debate surgiram dois eixos de atuação estratégica para a Rede:

 - Articula√ß√£o da Oferta Formativa Profissionalizante

Contribuir para o aumento dos níveis de qualificação da população da região, preparando a entrada dos jovens no mercado de trabalho e dando-lhes a possibilidade de ingressar no Ensino Superior

- Promover o Espirito Empreendedor na Regi√£o

Contribuir para a capta√ß√£o de novos investimentos, para a moderniza√ß√£o tecnol√≥gica da regi√£o, para a identifica√ß√£o de novas oportunidades e assim, aumentar o emprego, melhorar as condi√ß√Ķes de vida da popula√ß√£o e potenciar o desenvolvimento social e econ√≥mico da regi√£o.